sábado, 21 de março de 2015

Viagem no tempo: anos 50

Vamos começar agora uma viagem no tempo, direto para os Anos 50, quando as mulheres no pós-guerra buscaram a alta costura em nomes importantes como Balenciaga, Givenchy, Balmain, Chanel e Christian Dior, que transformaram essa época em uma das mais glamourosas e sofisticadas.
Quando falamos desses anos lembramos logo de pessoas importantes como Audrey Hepburn, Grace Kelly, Brigitte Bardot  e Marilyn Monroe. O estilo dessas mulheres marcaram a década, não só por causa da beleza de cada uma, mas também porque misturavam as tendências da época com naturalidade. Elas eram símbolo de sensualidade e pura inspiração – para mim, são até hoje! Eu, particularmente, me encanto com o estilo e classe da Audrey Hepburn.
Saias rodadas e silhueta no lugar eram comuns. Os vestidos e saias ficavam abaixo dos joelhos e marcavam bem a cintura fina das moças. Na maioria das vezes, essas saias eram volumosas e rodadas, ao contrário dos vestidos para se usar de noite, que por sua vez eram longos e, normalmente, tomara que caia. Eram combinados com colares de pérolas e luvas e os sapatos eram de salto. Os acessórios luxuosos como pele e jóias eram super usados também.
Nessa mesma época foram criadas as primeiras calças femininas e as mulheres que as usavam eram criticadas, pois, para a época, calças para mulheres eram algo muito novo, já que antes elas eram usadas somente por homens. Aos poucos o preconceito foi sendo deixado de lado e finalmente as calças tornaram-se febre e um dos itens mais usados na década.
Essa silhueta extremamente feminina e de ar jovem atravessou toda a década. Muitos diziam que a moda continuaria sendo simples, mas as mulheres mostraram que desejavam mais e mais a volta da feminilidade, do luxo e da sofisticação e, então, procuravam aceitar o estilo “New Look” da Dior.
(imagens obtidas na internet - autoria desconhecida)

Nenhum comentário: